terça-feira, 2 de setembro de 2014

Anne Frank (1929-1945) nas telas do Cinema: as representações do “Diário” na TV e no Cinema

Seu relato de vida é até hoje uma das “obras” mais lidas do mundo, passados quase setenta anos do ocorrido. Certamente “O Diário de Anne Frank” é um dos livros mais paradigmáticos para se compreender o terror da primeira metade do século século XX.
Anne Frank, uma jovem menina judia alemã, escreve entre 12 de junho de 1942 e 1 de agosto de 1944, a “história” da fuga de sua familia das tropas nazistas, para se refugiarem no sotão de uma residência em Amsterdam. Por lá, Anne procura passar o seu tempo escrevendo, contando as agonias de sua vida, seus pensamentos de menina em crescimento.
     O primeiro filme produzido sobre a jovem Anne, chegou as telas do Cinema no ano de 1959, quinze anos após a morte de Anne, quando o diretor norte – americano George Stevens produz então a sua versão sobre a vida da pequena Anne Frank, no filme homônimo ao título da obra, “O Diário de Anne Frank”. No papel da pequena Anne, está a jovem atriz Millie Perkins, que consegue cumprir com perfeição o papel de interpretar a inteligente menina.

Anne Frank, 1959, dir. Georges Steven

     O Filme, que levou três Oscars, retrata muito bem o terror da perseguição, os horrores do holocausto, e a agonia do confinamento da familia de Anne, que viveram por praticamente dois anos sem sair do sotão.
     Em 1969, o primeiro filme para televisão foi feito em torno da figura de Anne. “O Diario de Anne Frank, dirigido por Alex Segal, teve como interprete da menina, a atriz Diana Davilla.

Cena do filme televisivo, dirigido por Alex Segal em 1969.

     Alias, uma série de filmes e miniseries televisivas foram produzidas. Em 1980, o diretor Boris Sagal levou a TV, a sua versão da história, com a atriz Melissa Gilbert no papel de Anne Frank.  Em 1987, “O Diário de Anne Frank” ganha mais uma versão nas mãos do diretor Gareth Davies. No papel de Annie, estava a atriz Katharine Schlesinger. Em 1988, mais um filme televisivo: “O Sotão: o esconderijo de Anne Frank”, dirigido por John Erman, tendo a atriz Lisa Jacobs no papel de Anne.
     Em 1995, uma animação japonesa de grande qualidade é produzida sobre a vida da menina, dirigida por Akinori Nagaoka. Em 1999, a França apresenta sua versão sobre a história com outra animação, chamada “A jornada de Anne Frank”, dirigida por Julian Wolf.
     Em 2001,o “diário” ganha mais uma versão televisiva na película intitulada “Anne Frank: Toda a História”, dirigida por Robert Dornhelm. No papel da menina, a atriz Hannah Taylor-Gordon. Em 2009, mais um filme televisivo: “O Diario de Anne Frank”, dirigido por Jon Jones. No papel da garota, a atriz Ellie Kendrick.

Anne Frank, 2001, dir. Robert Dornhelm

     Por fim, até o presente momento, a última película produzida sobre a jovem, é o filme italiano “Memorias de Anne Frank”, dirigido por Alberto Negrin em 2010, contando com a atriz Rosabel Laurenti no papel de Anne Frank.
     Uma série de documentários, filmes para Cinema e TV continuam sendo produzidos sobre Anne. Seria impossível listar todos. A lista, acredito, se atualizará sempre, haja vista que a triste história dessa jovem garotinha continuará sendo apropriada, pois tal história não deve ser nunca esquecida como símbolo do terror humano.

Ass. Rafael Prata
Mestrando em História na Universidade Federal de Sergipe

2 comentários:

  1. Conhecia só o primeiro e o último filme. Vimos o de 1959 na escola e nunca vou esquecer o desespero compartilhado por todos nas cenas de maior emoção.
    Abraços!

    ResponderExcluir
  2. Uia.. Legal Lê! Eu só assisti ao primeiro, o clássico com a Mile Perkins, e ao de 2001...Mas tenho procurado aos demais, ainda que sejam difíceis de encontrar.. Realmente, são angustiantes as cenas de apreensão no sótão.. E pensar que realmente aconteceu... Triste história, horripilante período na trajetória da humanidade...

    Abraço Lê, e como sempre, obrigado pela leitura :)

    ResponderExcluir

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...